• Agende uma consulta

    Para agendar uma consulta para o tratamento que tem interesse, preencha os campos abaixo com seus dados e aguarde o contato e a confirmação da data.

  • Nós ligamos para você

    Caso prefira o atendimento telefônico, nós ligamos para você. Para receber um telefonema de nossos atendentes, preencha os campos abaixo com...

    Caso prefira o atendimento telefônico, nós ligamos para você.
    Para receber um telefonema de nossos atendentes, insira seu telefone e aguarde o contato.

    • 06/02/2015

    Estudo afirma que até 2050 câncer não será mais fatal em pessoas com menos de 80 anos

    Uma aspirina por dia é a indicação dos pesquisadores da University College London para prevenir o câncer. Entre os 50 e 65 anos, tomar uma aspirina AAS por dez anos reduz os riscos de câncer, de ataques cardíacos e derrames. Jack Cuzick, um dos responsáveis pelo estudo, apontou que, seguindo essa ideia, até 2050 o câncer não será mais a causa da morte de pessoas com menos de 80 anos.

    – Desde a década de 1990, as mortes por câncer de pessoas com idades entre 50 e 65 anos, diminuiu 20%. Neste momento, estamos num processo prevenir, de fato, a incidência de câncer e até mesmo torná-lo curável – afirmou David Taylor, um dos pesquisadores.


    A aspirina sozinha, como única medida de prevenção, não é a recomendação ideal. Para Cuzick, além do consumo de 75mg diário da pílula deve ser associado a não fumar e manter o peso ideal. O estudo mostrou que as aspirinas salvam, hoje, 17 pessoas para cada morte que o câncer causa.


    Os estudiosos alertam que pessoas que correm o risco de sangramentos devem recorrer ao seu médico de confiança antes de adotar a medida.


    – Podemos esperar que até 2050 quase todas as mortes relacionadas ao câncer em crianças e adultos com idade até 80 anos serão evitáveis com se estilo de vida e terapias como essa forem recomendadas – destacou Cuzick.